Showing 1-20 of 88 items.

Tah, Sin, Mim.

Estes são os versículos do Livro lúcido.

Em verdade, relatar-te-emos, algo da história de Moisés e do Faraó ( e também) ao povo fiel.

É certo que o Faraó se envaideceu, na terra (do Egito) e dividiu em castas o seu povo; subjugou um grupo deles,sacrificando-lhes os filhos e deixando com vidas as suas mulheres. Ele era um dos corruptores.

E quisemos agraciar os subjugados na terra, designando-os imames e constituindo-os herdeiros.

E os arraigando na terra, para mostrarmos ao Faraó, a Haman e seus exércitos, o que temiam.

E inspiramos a mãe de Moisés: Amamenta-o e, se temes por ele, lança-o ao rio; não temas, nem te aflijas, porque todevolveremos e o faremos um dos mensageiros.

A família do Faraó recolheu-o, para que viesse a ser, para os seus membros, um adversário e uma aflição; isso porque oFaraó, Haman e seus exércitos eram pecadores.

E a mulher do Faraó disse: Será meu consolo e teu. Não o mates! Talvez nos seja útil, ou o adoremos como filho. E elesde nada se aperceberam.

O coração impaciente da mãe de Moisés tornou-se vazio, e pouco faltou para que ela se delatasse, não lhe tivéssemosNós confortado o coração, para que continuasse sendo uma das fiéis.

E ela disse à irmã dele (Moisés): Segue-o! e esta o observou de longe, sem que os demais se apercebessem.

E fizemos com que recusasse as nutrizes. E disse (a irmã, referindo-se ao bebê): Quereis que vos indique uma casafamiliar, onde o criarão para vós e serão seus custódios?

Restituímo-lo, assim, à mãe, para que se consolasse e não se afligisse, e para que verificasse que a promessa de Deus éverídica. Porém, a maioria o ignora.

E quando chegou à idade adulta, e estava bem estabelecido concedemos-lhe prudência e sabedoria; assimrecompensamos os benfeitores.

E entrou na cidade, em um momento de descuido, por parte dos seus moradores, e encontrou nela dois homens brigando;um era da sua casta, e o outro da de seus adversários. O da sua casta pediu-lhe ajuda a respeito do adversário; Moisésespancou este e o matou. Disse: Isto é obra de Satanás, porque é um inimigo declarado, desencaminhador!

Disse (ainda): Ó Senhor meu, certamente me condenei! Perdoa-me, pois! E (Deus) o perdoou, porque é o Indulgente, oMisericordiosíssimo.

Disse (mais): Ó Senhor meu, posto que me tens agraciado, juro que jamais ampararei os criminosos!

Amanheceu, então, na cidade, temeroso e receoso, e eis que aquele que na véspera lhe havia pedido socorro gritava-lhepelo mesmo. Moisés lhe disse: Evidentemente, és um desordeiro!

E quando quis castigar o inimigo de ambos, este lhe disse: Ó Moisés, queres matar-me como mataste, ontem, um homem?Só anseias ser opressor na terra e não queres ser um dos pacificadores!

E dos confins da cidade acudiu, ligeiro, um homem que lhe disse: Ó Moisés, em verdade, os chefes conspiram contra ti,para matar-te. Sai, pois, da cidade, porque sou, para ti, um dos que dão sinceros conselhos!